Home » Doenças Vasculares » Aneurismas » O que é Aneurisma Cerebral?

Voltar

O que é Aneurisma Cerebral?

O aneurisma cerebral é uma dilatação de um vaso sanguíneo intracraniano, responsável por levar o sangue ao cérebro. Acredita-se que a incidência na população brasileira seja em torno de 3% a 4%, semelhante aos Estados Unidos.

Causas de Aneurisma Cerebral

Muitos fatores influenciam o surgimento dos aneurismas cerebrais. Entre os mais comuns estão: predisposições genéticas e hereditárias, pressão alta e tabagismo.

Sintomas de Aneurisma Cerebral

A maioria dos pacientes portadores de aneurisma cerebral não apresenta sintomas. O diagnóstico costuma ocorrer incidentalmente, durante a realização de exames de imagem de rotina ou para investigação de outras doenças.

A angioressonância, ou angiotomografia, detecta aneurismas menores, mas, para obter um diagnóstico com mais propriedade, é preciso realizar a angiografia cerebral, ou cateterismo dos vasos cerebrais.

Diagnóstico de Aneurisma Cerebral

Após a suspeita clínica de um aneurisma cerebral, exames precisos devem ser realizados. A consulta com um cirurgião vascular é fundamental, pois, após avaliação do caso, o médico poderá solicitar o exame adequado e indicar se há necessidade de alguma intervenção cirúrgica.

Tratamentos de Aneurisma Cerebral

Atualmente há duas principais técnicas para o tratamento do aneurisma cerebral: a técnica aberta e a endovascular. O tratamento aberto é realizado por meio da cirurgia de abertura do crânio (craniotomia) para a introdução de um clipe metálico na base do aneurisma.

Essa cirurgia de aneurisma é feita com auxílio de microscópio cirúrgico, permitindo ao neurocirurgião dissecar os vasos sanguíneos envolvidos para colocar adequadamente o clipe metálico.

outros-aneurismas-05

No tratamento endovascular, são inseridas molas ou espirais destacáveis no interior do aneurisma com a intenção de excluí-lo da circulação. A intervenção é realizada com o auxílio de equipamento de radioscopia digital.

O procedimento torna-se menos agressivo e a recuperação do paciente é mais rápida, com um tempo de internação menor. A técnica mais adequada é decidida em conjunto pelo cirurgião e o paciente.

Agende uma consulta