Home » Doenças Vasculares » Obstrução Arterial

Voltar

Obstrução Arterial

  • ANGIOPLASTIA

A angioplastia é a cirurgia adequada para a desobstrução da artéria, que previne a ocorrência de infartos. Neste procedimento, um cirurgião vascular utiliza um cateter que é colocado dentro da artéria para abrir espaço e facilitar o fluxo sanguíneo. A angioplastia é importante para que o sangue chegue ao coração e seja bombeado para as demais áreas do corpo  humano.

  • ANGIOPLASTIA COM STENT

A angioplastia com stent é outra modalidade desta técnica. Este procedimento, também realizado para desobstrução da artéria, consiste na implantação de um stent – material de aço cirúrgico flexível em formato de rede –, por meio de um cateter, que servirá para expandir o diâmetro da artéria. A angioplastia com stent é uma espécie de “alargador” da artéria.

  • ATEROSCLEROSE

O que é?

A aterosclerose pode causar a obstrução de diversas artérias do nosso corpo. Para compreender melhor o problema, suas causas, sintomas e tratamento, listamos abaixo algumas informações importantes.

A aterosclerose é uma condição caracterizada pelo acúmulo de material gorduroso nas paredes das artérias. Esse material gorduroso muitas vezes engrossa e endurece até causar a completa obstrução de uma artéria. A oclusão da artéria impede a chegada do sangue rico em oxigênio e nutrientes ao tecido, causando seu sofrimento e, muitas vezes, sua morte. Esse processo de obstrução é o que ocasiona, por exemplo, o infarto. Qualquer artéria do corpo pode ser obstruída pelo processo de aterosclerose.

A aterosclerose é um tipo de arteriosclerose, termos que frequentemente são usados com o mesmo significado.

Causas

São diversos os fatores de risco predisponentes para o desenvolvimento de aterosclerose. Entre os mais comuns estão: tabagismo, diabetes, pressão arterial elevada, níveis altos de colesterol no sangue, dieta com alto teor de gordura, idade avançada, obesidade, histórico pessoal ou familiar de doença aterosclerótica.

Sintomas

O

Os sintomas são diversos e variam de acordo com o local em que a doença se manifesta. Confira as ocorrências mais comuns e seus principais sintomas:

– Doença obstrutiva arterial de membros inferiores: pode causar quadro de dor para caminhar (claudicação intermitente), dor de repouso e até mesmo o surgimento de feridas.
– Doença obstrutiva arterial de artérias renais: pode causar quadro de pressão alta de difícil controle (hipertensão renovascular) e até mesmo insuficiência renal.
– Doença obstrutiva arterial de artérias carótidas: verifica-se quadro de acidente vascular encefálico e até mesmo insuficiência cerebrovascular, com a ocorrência de desmaios frequentes, tontura e outros sintomas cerebrais.
– Doença obstrutiva arterial de artérias viscerais: pode causar diarréia, náuseas e perda de peso.

Diagnóstico

A confirmação da suspeita, na maioria das vezes, ocorre através de exame físico detalhado. Alguns exames de imagem podem ser utilizados para auxiliar no diagnóstico e planejamento do tratamento, como a arteriografia, a ressonância magnética, ultrassonografia Doppler e a tomografia computadorizada.

Tratamentos

Para interromper o desenvolvimento da aterosclerose, o tratamento inclui mudanças no estilo de vida e utilização de medicamentos específicos que evitem a obstrução completa dos vasos e melhorem o fluxo de sangue nos órgãos acometidos pela doença.

O tratamento cirúrgico é indicado somente nos casos avançados e pode ser feito através da cirurgia aberta ou pela técnica endovascular. Na cirurgia aberta, são feitos cortes para acesso à artéria doente e revascularização do órgão afetado. Este procedimento pode envolver a retirada da placa que está obstruindo a artéria ou a inserção de pontes ou prótese com veia safena para levar sangue ao local da obstrução.

obstrucao-01

Já a técnica endovascular, outra forma de desobstrução das artérias, é um procedimento minimamente invasivo. Com um pequeno acesso na virilha, de aproximadamente 2 mm, são introduzidos cateteres e fios-guias que fazem a abertura do local obstruído com a utilização de balões de angioplastia.

Em alguns casos se faz necessária a utilização de stents – dispositivos metálicos cilíndricos – para a manutenção do local tratado que está aberto.

Este procedimento pode ser utilizado para desobstruir a maioria das artérias do corpo, como as artérias carótidas, as viscerais, dos membros inferiores e artérias renais.

Agende uma consulta